Últimas Notícias
Capa / Eventos / Professores da rede municipal de Parauapebas entram em greve por tempo indeterminado

Professores da rede municipal de Parauapebas entram em greve por tempo indeterminado

Os alunos da rede pública de Parauapebas estão sem aula desde segunda-feira, 09, os professores decretaram greve geral por tempo indeterminado. Na manhã de terça-feira, 10, os mesmos interditaram a rua que dá acesso a Prefeitura Municipal de Parauapebas (PMP), na altura da rotatória ateando fogo em pneus.

DSC_0422Rosemiro Laredo, coordenador geral do Sintepp

“Na verdade nós temos três pontos em discussão que deveriam passar pela câmera, um é o projeto de lei que implementa a eleição direta para diretor de escolas; alterações no PCCR e o terceiro é referente a utilização dessa verba que entrou do Fundef que segundo o governo precisa passar pela câmara para autorizar o pagamento, são esses três projetos que temos em pauta e até agora não vimos nenhuma posição do governo para tentar resolver o problema”. Disse Rosemiro Laredo, Coordenador Geral do Sintepp.

Em meio a tudo isso os alunos que estão encerrando o ano letivo e se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), sofrem com a falta dos professores em sala de aula. O Sintepp pede uma resposta do gestor e parlamentares para que os problemas sejam solucionados e que os professores tenham sua reinvindicação atendida e assim todos os envolvidos sejam beneficiados.

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), diante da paralisação iniciada nesta segunda-feira, 9, por trabalhadores da educação, esclarece que:

1 – O governo municipal concedeu, em abril deste ano, aumento salarial de 8% mais 33% de reajuste no vale alimentação para todos os servidores públicos, após mesas de negociações com quatro sindicatos: dos Servidores Públicos Municipais (Sinseppar), dos Trabalhadores de Educação (Sintepp), dos Enfermeiros do  Estado do Pará (Senpa) e dos Médicos (Sindmepa).

2 – O governo enviou o projeto de lei sobre os precatórios para a Câmara Municipal de Parauapebas, porém o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-PA) emitiu medida cautelar suspendendo a tramitação, o que impede a Prefeitura de Parauapebas e a Câmara Municipal de darem prosseguimento ao rateio do precatório. O recurso será 100% investido na rede pública de educação.

3 – O governo municipal esclarece ainda que todas as providências que competem ao município de Parauapebas foram prontamente realizadas, em meio a muito diálogo, respeitando a legalidade, buscando assegurar os serviços essenciais oferecidos à população e o direito dos trabalhadores.

Assessoria de Comunicação –

Ascom/PMP

Texto: Samara Guimarães

Sobre Click Estacão

Postado por click Estação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*