Últimas Notícias
Capa / NOTÍCIAS / Subseção da manifesta repúdio contra advogada Betânia Maria

Subseção da manifesta repúdio contra advogada Betânia Maria

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção Parauapebas, Deivid Benasor da Silva Barbosa, convocou uma coletiva na manhã de quarta-feira, 14, quando manifestou o repúdio da Ordem em relação a algumas atitudes tomadas pela advogada Betânia Maria Amorim Viveiros quando acusou o juiz Líbio Araújo Moura de tê-la assediada em uma certa data quando se fez presente em seu gabinete.

Deivid Benasor pediu desculpas e explanou a perplexidade da classe de advogados com o que ele chamou de manipulação de provas e teses absurdas por parte da advogada, que é acusada de ser a mandante do assassinato do advogado Dácio Cunha, ex-sócio de Betânia morto ano passado.

Após o Ministério Público (MP) ficar a par da conclusão do inquérito, pediu a prisão preventiva da advogada que ficou presa em Belém pouco menos de 30 dias e foi agraciada com um Hábeas Corpus (HC), que lhe deram o direito de responder ao processo em liberdade. Contudo, surgiram novos fatos que conduziram Betânia à prisão novamente. “Recebemos de forma muito triste, pois de alguma maneira essa situação denigre a imagem da Ordem. Pois ela estaria criando tese e manipulando provas que colocaria a advogada Betânia Maria como vítima nesse processo. Venho a público afirmar que a Ordem está repudiando essa conduta da associada, embora ela tenha direito a defesa e ao contraditório. Mas, esse tipo de defesa tem que ser desenvolvido com um certo limite em respeito às instituições e às pessoas”, ressalta Deivid Benasor.

O advogado frisou que a Ordem recebeu com surpresa a tentativa da defesa de Betânia Maria em tirar do caso o Juiz Líbio Moura, criando a tese de que teria sido assediada pelo magistrado. “São afirmações fantasiosas e levianas que acabam colocando em dúvida a conduta do magistrado. Mas, deixo claro que o doutor Líbio Moura sempre se mostrou um juiz honesto e de bom relacionamento com a classe. Acredito que tudo isso não passou de uma fantasia e um ato de desespero”, denota o presidente.

Benasor também falou dos áudios que estão circulando nas redes sociais, que se referem ao magistrado Líbio Moura e à advogada Amanda Saldanha com injúria, difamação e calúnia, com adjetivos pejorativos, invadindo a vida privada de ambos e tentando “pôr em xeque” a conduta do juiz. O presidente da Subseção Parauapebas afirmou que já pediu a representação judicial contra um dos que é identificado nos áudios. “Na maioria das confusões que acontecem em Parauapebas esse rapaz está envolvido. Mas, estive com o magistrado e pedi que ele represente contra esse jovem, que por ironia do destino pode vir a ser um colega nosso dentro da Ordem”, afirmou. Vale ressaltar que as pessoas recebem e compartilham esses vídeos também podem ser enquadrados em crime de injúria.

Para finalizar, Benasor disse que em momento algum a Ordem irá permitir que uma associada, que está presa, possa se colocar na posição de vítima e expor a classe dos advogados, pois fazem parte de uma entidade séria, de respeito e respeitadora.

(Texto e Fotos: Luis Bezerra da Redação)

 

Sobre Click Estacão

Postado por click Estação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*